20:50:29

Introduza o código de colaborador




A picagem de ponto na página principal PicaPonto.pt requer a introdução da identificação da empresa seguida de um ponto e código de colaborador.

Peça junto da sua empresa o link directo.

Relógio de Ponto online

PicaPonto - Relógio de Ponto online PicaPonto - Relógio de Ponto online

Funcionalidades

Dispomos de um conjunto de opções que permitem a comodidade de um relógio de ponto online

Controlo de assiduidade

Controle as picagens de entrada e saída dos colaboradores.

Controlo de anomalias

Notificações diárias e automáticas relativas ao não cumprimento do horário.

Recursos humanos

Processos de gestão documental disponíveis sobre os colaboradores.

Multi dispositivo

A picagem pode ser feita em qualquer computador, tablet, smartphone ou máquina de ponto.

Segurança

Dispostos de diversos mecanismos de segurança para restrição de picagem, como por exemplo a validação geográfica.

Área colaborador

Os colaboradores tem acesso às suas picagens e horário de trabalho.

Multi locais

Organização do processo de trabalho de acordo com o número de locais a gerir.

Relatórios

Relatórios semanais ou mensais das picagens em formato PDF.

Horários

Criação de horários personalizáveis em estilo de folha de excel, atribuído a cada local e colaborador.

Máquina de Ponto

Dispositivo físico de controlo de picagem aliado do relógio de ponto online

PicaPonto - Máquina de Ponto

Multi dispositivos

Pode gerir diversas máquinas de ponto (RFID & Biométrico) num só local.

Cartões RFID

Criámos cartões RFID personalizados para a sua empresa.

Sincronização

Todas as picagens são sincronizadas com a nossa plataforma nos períodos de horário definido.

Picar o ponto é obrigatório por Lei

Código do trabalho - Artigo 202.º

1. O empregador deve manter o registo dos tempos de trabalho, incluindo dos trabalhadores que estão isentos de horário de trabalho, em local acessível e por forma que permita a sua consulta imediata.

2. O registo deve conter a indicação das horas de início e de termo do tempo de trabalho, bem como das interrupções ou intervalos que nele não se compreendam, por forma a permitir apurar o número de horas de trabalho prestadas por trabalhador, por dia e por semana, bem como as prestadas em situação referida na alínea b) do n.º 1 do artigo 257.º

3. O empregador deve assegurar que o trabalhador que preste trabalho no exterior da empresa vise o registo imediatamente após o seu regresso à empresa, ou envie o mesmo devidamente visado, de modo que a empresa disponha do registo devidamente visado no prazo de 15 dias a contar da prestação.

4. O empregador deve manter o registo dos tempos de trabalho, bem como a declaração a que se refere o artigo 257.º e o acordo a que se refere a alínea f) do n.º 3 do artigo 226.º, durante cinco anos.

5. Constitui contraordenação grave a violação do disposto neste artigo.

Fale connosco

Será contactado por um comercial responsável e pronto a responder às suas dúvidas!

Morada de contacto

Inforlíder, Lda

Centro Empresarial Maia

Rua Eng. Frederico Ulrich nº 3210 loja 77

4470-605 Moreira da Maia
Porto, Portugal

T: +351 229 475 523/4/5